Valdomiro Lima procurou fazer um governo de conciliação com as forças políticas tradicionais de São Paulo, o que não evitou que fosse hostilizado na maior parte do tempo pela grande maioria dessas forças. No Congresso Revolucionário realizado no Rio de Janeiro, em novembro de 1932, ao qual compareceram o próprio presidente Vargas e vários membros de seu governo, foi homenageado com uma moção de louvor. No Congresso, defendeu a representação corporativa, a eleição indireta para presidente e governadores de estado e a adoção de uma legislação trabalhista e social.

No governo paulista, por sinal, empenhou-se para que a nova legislação trabalhista fosse aplicada no estado. Em sua tentativa de aproximação política com a sociedade paulista, estimulou a sindicalização do patronato e da classe trabalhadora, sempre em moldes corporativos. Com vistas às eleições para a Assembleia Nacional Constituinte, convocadas por Vargas, organizou dois partidos políticos de âmbito estadual: o Partido da Lavoura, que buscava atrair o apoio dos cafeicultores; e o Partido Socialista Brasileiro, ligado aos setores operários. Ambos, porém, tiveram péssimo desempenho na eleição realizada em maio de 1933, o que acabou determinando o seu afastamento da interventoria paulista. Para o seu lugar, Vargas nomeou Armando de Sales Oliveira, civil e paulista, nome de bom trânsito entre os líderes da Chapa Unida por São Paulo, que vencera a eleição por larga margem.

Retornou então ao Exército. Em 1935, apoiou as medidas repressivas tomadas pelo governo em represália ao levante esquerdista de novembro, promovidos por setores da Aliança Nacional Libertadora – ANL. Em dezembro de 1936, assumiu o comando da 1ª Região Militar – 1ª RM –, sediada no Rio de Janeiro. Porém, sua postura contrária à intervenção federal no Rio Grande do Sul para afastar o governador Flores da Cunha colocou-o em atrito com o governo, particularmente com o general Góes Monteiro, que acabaria nomeado para a chefia do Estado-Maior do Exército. Foi afastado do comando da 1ª RM em junho de 1937.

Faleceu em Petrópolis – RJ –, em 1938.

Extraído de www.cpdoc.fgv.br.